Rádio Amiga SP 105,9
Ouvir

A criação do “governo mundial” é uma realidade iminente e não teoria, alerta pastor

"A criação de um governo mundial não é uma teoria da conspiração como alguns fazem parecer e querem acreditar, segundo o pastor e escritor Chuck Crismier. Para o autor, essa perspectiva de natureza escatológica vem sendo arquitetada por geraç"

“O governo mundial tem sido o sonho e o domínio dos homens através dos tempos até a presente era, desde a Torre de Babel em Gênesis 11 até a trombeta da nova ordem mundial em nossa geração”, disse Crismier, segundo informações do Charisma News.

Crismier explicou que parte disso tem a ver com os clamores sobre a necessidade de uma “Nova Ordem Mundial”, algo que vem sendo propagado massivamente nos últimos anos. Recentemente, por exemplo, o atual presidente do Estados Unidos, Joe Biden, falou sobre o tema.

“Agora é um momento em que as coisas estão mudando. Nós vamos – haverá uma nova ordem mundial lá fora, e nós temos que liderá-la”, disse Biden ao comentar sobre o cenário geopolítico durante a guerra na Ucrânia. “E temos que unir o resto do mundo livre para isso”, disse ele, segundo informações oficiais da Casa Branca.

Com a ameaça de uma terceira guerra mundial, dessa vez com o uso de armas nucleares, Crismier disse que a implantação de um governo mundial seria algo que não sofreria muita resistência por parte das populações, visto que a proposta surgiria com a promessa de pacificação.

Alguns teólogos cristãos também avaliam que essa medida encontraria facilidade no fato de que um governo único não seria, na verdade, exercido por um poder substituto dos governos locais. No caso, bastaria que os países se submetessem às orientações de um regime centralizador, a exemplo da ONU.

“A promessa e a esperança de uma ordem global inaugurando a paz mundial é profundamente atraente para a mente natural. Afinal, quem em sã consciência não ansiaria por paz para evitar um holocausto nuclear?”, diz Crismier.

O pastor, por fim, diz que apesar da boa impressão, a proposta por um governo único num cenário de nova ordem mundial, não passa de um plano elaborado por Satanás para tentar concretizar a sua vingança por ter sido banido da presença de Deus.

“A batalha pelo domínio continua. O grande dragão [Satanás] está determinado a dominar o planeta para satisfazer sua vingança pessoal contra Deus”, diz o pastor.

“Sua determinação é ‘enganar todo o mundo’ [Ap 12.9]. É por isso que Jesus nos advertiu em Suas palavras finais antes de Sua crucificação: Acautelai-vos, que ninguém vos engane [Mt 24.4]”, conclui.

Powered by Froala Editor

NOTÍCIAS MAIS LIDAS